top of page

FICAR COM A IMAGEM

1º Ciclo - Grupo de Estudos em Psicologia:
“FICAR COM A IMAGEM"
PSICOLOGIA ARQUETÍPICA

train-window-scene-55891.jpg

“FICAR COM A IMAGEM” - Itinerário de Estudos - 2024

Este ITINERÁRIO apresenta um estilo simultaneamente científico e poético; não somente conceitual e metódico, mas também provocativo e estético.
A psicologia, sobretudo através da fenomenologia das imagens, nos convida a ver de uma maneira mais psicológica e sensível o mundo, assim como nos posiciona de forma ética em nossas relações com as pessoas, a natureza, a vida animada e a imaginação…
“O rio que fazia uma volta atrás da nossa casa
era uma imagem de um vidro mole…
Passou um homem e disse:
Essa volta que o rio faz…
Se chama enseada…
Não era mais uma imagem de uma cobra de vidro
Que fazia uma volta atrás da casa.
Era uma enseada.
Acho que o nome
Empobreceu a imagem.” (Manoel de Barros)
A fenomenologia das imagens é a pergunta primária: o que é (e não necessariamente para o que serve)? Através dela descobrimos que não basta exclusivamente saber do ponto de vista intelectual e conceitual, mas tão importante é sentir, experimentar e imaginar.
Aliás, explicar e racionalizar tudo é uma cosmovisão unilateral!
A perspetiva fenomenológica da imaginação permite potenciar a criatividade, a inteligência e a sensibilidade. Nesse sentido poderíamos de imediato nos perguntar quais são as imagens hoje estimuladas e, se as mesmas despertam essa imaginação aqui provocada. Nossa hipótese é que vivemos uma imaginação empobrecida de sua linguagem poética, metafórica, sobretudo pelo excesso de superficialidade, generalidade e rapidez das imagens propagadas.
Esperamos que este itinerário possa instigar ideias e reforçar os benefícios sobre as possibilidades da fenomenologia, sobretudo bachelardiana e arquetípica, tanto em pesquisas, como também em produções psicológicas.
Portanto, a partir de uma reflexão prospetiva, imaginamos possibilidades para pensar e ver um mundo mais poético, estético, empático e sensível. A liberdade em transitar por mundos e aceitar o desafio contemporâneo do diálogo, possibilita superar ‘muros’ e refletir possibilidades psicológicas plurais, assim como, epistemologias e metodologias mais alinhadas com a diversidade cultural, étnica e identitária do século XXI. “Ficar com a imagem” é uma força pulsante, a qual podemos
direcioná-la para imaginar novas e melhores possibilidades psicológicas, ambientais, sociais e políticas.

ESCUTAR IMAGENS, VER PALAVRAS
Estação Jung - A Criação de Sensibilidades: Epistemologia e Método na Psicologia de C.G. Jung.
Estação Nise - O mundo das imagens em Nise da Silveira: afeto catalisador, emoção de lidar, estados de ser e técnicas expressivas.
Estação Bachelard - Manoel de Barros e a fenomenologia Bachelardiana.
Estação Hillman - Escutando imagens em James Hillman: o sentido da imagem.


Próximo Itinerário: FAZER IMAGEM - Em breve
“Nosso método, além do mais, não interpreta a imagem, mas fala com ela. Não pergunta o que a imagem significa, mas o que ela quer” (James Hillman, Ficções que curam, 1981).


COMO SERÁ?
Ferramentas que privilegiam a interação e a expressividade.
Recursos Materiais: - Lápis carvão, folha A4, telas, papel cartão, lápis de cor, marcadores, lápis de cera, tintas, pincéis, cola, tesoura, massa de modelar (plasticina e argila)...


ONDE?
Plataforma Zoom

QUANDO?
Janeiro a dezembro de 2024
Os encontros serão no segundo sábado do mês (excluindo os meses de junho, julho e agosto), totalizando 9 encontros.
O horário será das 11:30 às 15:30, com 30 minutos de pausa para almoço.

VALOR?
60,00€ por encontro.

INSCRIÇÕES:
Whatsapp(+351) 930542797
(+351) 930537494
E-mail: jcvazfurtado@outlook.pt
ilkamedrado@hotmail.com

IMG_20230927_194458_905.jpg

bottom of page